O Departamento Regional da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina – Cidasc de Canoinhas realizou, na última terça-feira, 26, a entrega do entrega do certificado de de registro do Serviço de Inspeção Estadual- SIE à Cooperativa de Organização Produção e Comercialização Solidária do Planalto Norte – COMSOL.

Foto: Departamento Regional da Cidasc de Canoinhas

Os responsáveis pela entrega da certificação que agora permite à empresa a venda de produtos da agroindústria para todo o estado foram Carlos Eduardo Brehmer,  gestor do Departamento Regional da Cidasc de Canoinhas e o médico veterinário, Claudio Machado Moreira, responsável do Serviço de Inspeção Estadual – SIE

O estabelecimento localizado na comunidade do Salto da Água Verde no município de Canoinhas, realizará atividades de beneficiamento de ovos, tendo como foco na produção de ovos caipira, conforme Ofício Circular/DIPOA n°60/99. Tem como base a agricultura familiar e contou com apoio de recursos do Programa SC Rural.

Serviço de Inspeção Estadual

O Serviço de Inspeção Estadual, também conhecido pela sigla SIE, é um sistema de controle e fiscalização executado pela Cidasc que avalia a qualidade na produção de alimentos de origem animal, oferecendo aos consumidores catarinenses alimentos com qualidade e segurança.

→ As instalações da indústria, planta e fluxo de produção são avaliados pelos veterinários oficiais da Cidasc e somente após a completa adequação com as legislações pertinentes são liberados para o funcionamento, recebendo o registro no sistema.

→ Os médicos veterinários que trabalham no SIE realizam orientações nas indústrias para que seu produto seja adequado ao consumo humano, sem apresentar qualquer risco a saúde.

→ Os fiscais verificam se os produtos atendem aos requisitos mínimos de qualidade para consumo, e os produtos aprovados recebem o selo do SIE em sua rotulagem.

Os profissionais da Cidasc, observando o que determina a legislação, promovem o combate à clandestinidade, atuando neste sentido com a finalidade de oferecer à população produtos sem risco sanitário e de alta qualidade ao consumo humano.

Inspeção antes, durante e depois.

Os animais e posteriormente seus produtos devem passar por diversas etapas e procedimentos de fiscalização, compreendendo desde a propriedade rural até os estabelecimentos de produção. Procedimentos como vistorias dos locais onde as indústrias serão instaladas, análise e aprovação de projetos de construção, análise da rotulagem de produtos, acompanhamento das atividades de rotina nas indústrias, emissão do título de registro, são realizados diariamente pela equipe técnica que compõem o SIE. Estes procedimentos são de extrema importância pois previnem a veiculação de doenças por meio dos produtos de origem animal.

“O consumidor catarinense quando adquire um produto de origem animal com o registro no SIE deve estar ciente que na produção do alimento existe uma gama de profissionais qualificados que realizam uma série de procedimentos e ações, que se iniciam já no processo de obtenção do registro no SIE” relata o Gestor do Departamento, Sergio Silva Borges.

Cerca de 400 médicos veterinários habilitados, vinculados a 11 empresas credenciadas e 37 médicos veterinários oficiais do departamento de inspeção da Cidasc atuam na fiscalização das atividades inerentes a inspeção.  Estes profissionais prestam serviço de inspeção nos 1.130 estabelecimentos registrados, dos quais 541 estão ativos no SIE.

O selo da inspeção é a sua garantia

Na hora da compra o consumidor deve verificar se os produtos de origem animal têm o carimbo do SIF, SIE ou SIM.

O carimbo com a palavra INSPECIONADO no meio, retrata a imagem do selo de inspeção. Essa é a palavra comum para todos os selos que certificam os produtos de origem animal. O que muda é o local e a sigla.

→ Se for Serviço de Inspeção Federal, aparece Brasil, Ministério da Agricultura e a sigla S.I.F.

Inspecao

→ Se for  Serviço de Inspeção Estadual, aparece Santa Catarina e a sigla S.I.E.

→ Se for Serviço de Inspeção Municipal, aparece o nome do município e a sigla S.I.M.

Esses selos atestam que os produtos são inócuos aos consumidores, isto é, não apresentam risco a saúde humana demonstrando a qualidade e respaldando que o produto est

á dentro dos padrões técnicos estabelecidos pelas normas vigentes.

Produtos sem inspeção são passíveis de contaminações físicas, químicas e microbiológicas, podendo causar doenças na população, como intoxicações, parasitoses e até mesmo doenças sistêmicas, como tuberculose, neurocisticercose e a toxoplasmose.

Fonte. Departamento Regional da Cidasc de Canoinhas

Mais informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação – Cidasc
Fone: (48) 36657037
ascom@cidasc.sc.gov.br
www.cidasc.sc.gov.br
www.facebook.com/cidasc.ascom/